Reduzindo seu risco de ter câncer

Você sabia que pode reduzir o seu risco de ter câncer? Sim, você pode!

Dois terços das mortes por câncer são causados pelo tabagismo, sedentarismo e má alimentação. Para reduzir significativamente o seu risco de ter câncer, seguir estas quatro regras básicas é fundamental:

•   Alimente-se bem.
•   Seja ativo.
•   Não fume.
•   Mantenha seus exames em dia.
•   Encontre formas de administrar o seu estresse. 
•   Seja Feliz!

Essas orientações, mais do que uma chamada à ação, são atitudes chaves para uma vida longa e saudável. Siga-as. Nunca é tarde para fazer mudanças simples em sua vida!

Alimente-se Bem

       Melhore sua alimentação

De todas as mortes provocadas pelo câncer cerca de um terço estão relacionadas à alimentação errada e a falta de atividade física frequente. Comece diminuindo a ingestão de gorduras, especialmente a gordura animal e adote uma alimentação rica em frutas, legumes, fibras e cereais integrais.

       Mude gradativamente seus hábitos alimentares

Ninguém consegue mudar seus hábitos alimentares rapidamente. A cada dia, adicione pequenas porções de frutas e vegetais em sua dieta. Por exemplo, acrescente folhas verdes escuras, como espinafre em sua salada; coma um pêssego ou outra fruta no lanche. O objetivo é manter um peso equilibrado com constância.

       Dose o consumo do álcool

O consumo de álcool está associado ao aumento do risco de câncer de boca, esôfago, faringe, laringe, fígado e mama. Se você deseja consumir alguma bebida alcoólica, tente beber no máximo duas doses por dia.

Seja Ativo

A prática de exercício moderado pelo menos 3 vezes por semana pode fazer toda diferença na sua saúde e bem-estar. A atividade física reduz o risco de câncer de cólon em cerca de 50% e desempenha um papel importante na redução do risco de outros tipos de câncer. Pequenas atitudes fazem a diferença: use as escadas em vez do elevador, estacione distante do local aonde vai, vá a pé ou de bicicleta para o trabalho.

       Comece já, não deixe mais pra amanhã

Inclua a atividade física à sua rotina diária. Passeie com seu cão, com seus filhos, faça exercícios enquanto assiste TV.

Reserve um tempo para fazer atividades físicas. Experimente fazer alguma atividade em família após o jantar, especialmente nos fins de semana. Caminhe, corra ou nade, frequente uma academia, mas não exceda seus próprios limites.

       Chame um amigo

Convide seus amigos e familiares para praticarem exercícios físicos com você. Planeje atividades sociais que envolvam atividade física.
 
Faça novas amizades com pessoas fisicamente ativas. Participe de caminhadas ou corridas, mantenha-se ativo.

       Revitalize-se

Programe atividades físicas nas horas do dia ou da semana que você tenha mais energia.

Preste atenção em como você se sente depois de uma atividade física! Você ficará surpreso ao ver como conseguirá manter seus níveis de energia após a prática de uma atividade física rápida.

       Mantenha-se motivado

Planeje e vá em frente. Inclua as atividades físicas regulares na programação diária ou semanal de sua família e mantenha um calendário dessas atividades individual e em família.
 
Escolha atividades que não requerem novas habilidades ou esforços extremos, como caminhar, subir escadas ou correr.

Pratique exercícios com amigos que tenham o mesmo nível de treino que você, e crie oportunidades para que seus filhos também sejam ativos com seus amiguinhos.

       Estabeleça sempre novos desafios

Encontre um amigo disposto a ensinar-lhe novos desafios.

Respeite seus limites sem deixar de lutar e vencer novas barreiras.

       Utilize os recursos disponíveis

Escolha atividades que exijam o mínimo de equipamentos e instalações. Alongar, caminhar, correr e pular corda são exercícios ideais para iniciar sua atividade física.

Identifique em sua comunidade programas de educação física, programas de lazer, em parques e praças, que não requerem muitos recursos.

Para uma boa caminhada, basta um tênis e uma roupa confortável. Não se esqueça do filtro solar e também de respeitar os melhores horários do sol, antes das 10 e depois das 16.

       Não deixe que o inverno ou as chuvas impeçam a realização de exercícios

Escolha as atividades que não dependam das estações do ano, como por exemplo, bicicleta ergométrica, dança aeróbica, alongamento, subir escadas, pular corda, andar no shopping ou dançar.

Não Fume

       Fumar é uma das piores coisas que você pode fazer pela sua saúde

Fumar provoca câncer de pulmão, garganta, boca e esôfago, além de doenças cardíacas, respiratórias como enfisema e muitos outros problemas em sua saúde. Fumar mata!

       Quase um 1/3 das mortes por câncer é atribuído ao tabagismo

Fumar é a causa de mais de 80% dos casos de câncer de pulmão e 30% das mortes por câncer. Os fumantes passivos também correm o risco de desenvolver câncer de pulmão ou outros problemas respiratórios. Os resíduos de fumo nos cabelos, roupas, móveis e tapetes também podem apresentar sérios riscos de saúde às pessoas em contato direto com os mesmos.

       Você tem o poder de fazer alguma coisa

Pequenas atitudes como fazer terapia, encontrar um grupo de apoio presencial ou mesmo on-line, podem ajudá-lo a reduzir seu risco de desenvolver um câncer. Parar não é fácil, mas a orientação correta pode ajudá-lo a atingir esse objetivo. Você pode também procurar um especialista.

Mantenha seus Exames em Dia

       Existem boas notícias no mundo do câncer

Sabemos hoje, mais do que nunca, como o câncer se desenvolve e o que contribui para o risco de desenvolver essa doença. Atualmente, temos as melhores armas para combater a doença: novas tecnologias para a detecção precoce, mais opções para o diagnóstico e tratamento, além de muitas terapias de ponta.

       Rastreamento é fundamental

Estima-se que o rastreamento (realização dos exames regularmente) pode reduzir mortes por câncer de mama em até 25%. O crescimento de lesões pré-cancerosas pode ser detectado e as mesmas removidas para deter o desenvolvimento da doença.

Você tem o poder de controlar a sua saúde e detectar o desenvolvimento de um câncer em fase inicial. Esteja familiarizado com os principais sinais e sintomas e procure o seu médico diante de qualquer anormalidade Não deixe pra amanhã o que você pode fazer hoje.

       Conheça sua história familiar

Para alguns tipos de câncer, em função de seu histórico familiar, é muito importante saber se você pertence a um grupo de risco. Isso implicará na necessidade de você realizar exames de rastreamento mais cedo ou com mais freqüência, por isso é importante que você conheça a sua história (saiba quem é a pessoa da sua família que teve câncer e com que idade foi detectado) e converse com seu médico sobre isso. Juntos, vocês definirão quais os exames indicados pra você.

       Vacinas: converse com o seu médico sobre isso

A prevenção do câncer inclui a imunização para determinados tipos de câncer, principalmente o de colo de útero que tem grande relação com o vírus HPV. Informe-se com seu médico sobre as vacinas existentes.

 Fonte: Oncoguia

2010 / 2016 - Laboratório central | Todos os direitos reservados - SAC 37 3222-7700