Motoristas de carga e transporte terão que realizar exames toxicológicos

amotoristafelizA partir de 2 de março, exames toxicológicos passam a ser obrigatórios para todos os profissionais de transportes de carga e transporte coletivo. Segundo a lei 13.103 DE 2015 regulamentada pelo Ministério do Trabalho e Denatran, o exame será obrigatório na admissão, demissão e na renovação da carta de motoristas das categorias C, D e E. De acordo com Vander Costa, presidente da Federação das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas, a intenção é informar aos motoristas sobre a importância de não usar drogas. “Queremos detectar o percentual de motoristas que usam rebite e outras drogas. Vamos identificar os problemas e propor soluções como, por exemplo, atendimento psicológico para quem precisa”, disse o presidente.

A análise toxicológica para verificação do consumo de drogas vem sendo utilizada já alguns anos no meio profissional, no esporte, no auxílio e acompanhamento da recuperação de usuários em clínicas de tratamento e em pesquisas. Há testes disponíveis para a detecção de qualquer tipo de substância psicoativa (maconha, cocaína, barbitúricos, opiáceos, anfetaminas e êxtase).

A mais nova tecnologia de testes, realizada pelos fios de cabelos ou pêlos do corpo prevê a detecção de pelo menos 90 dias de uso,  podendo chegar até a 6 meses. Isso o torna ideal para controlar o uso de drogas, mesmo que esporádico. O teste avalia também quanta droga foi consumida e, ao cruzar esta informação com um banco de dados pode avaliar qual padrão de abuso tem o testado, de levíssimo a pesadíssimo. Também testa de uma só vez  diferentes tipos de drogas.

 

 Infográfico – Entenda como funcionará o 

exame e a entrega dos resultados


Untitled-1


2010 / 2016 - Laboratório central | Todos os direitos reservados - SAC 37 3222-7700