Menos higiene das mãos, mais casos de conjuntivite

Após a vacinação contra a gripe suína, inflamações nos olhos cresceram 15% em dois meses

 A vacinação contra a gripe suína tem provocado um efeito colateral inusitado: o aumento do número de casos de conjuntivite. A explicação é simples. Sem medo de ser contaminados pela gripe, as pessoas estão deixando de lado a higienização das mãos. Houve um aumento de 15% dos casos de conjuntivite nos últimos 2 meses, em comparação com o mesmo período em 2009, segundo o Intituto Penido Burnier (Campinas).

“Com a vacinação, as pessoas ficaram seguras de que não pegariam a gripe e perderam este hábito que também protege contra a inflamação nos olhos. Por isso, o número de casos de conjuntivite vem crescendo”, explica o oftalmologista do instituto, Leôncio Queiroz Neto, lembrando que no ano passado houve queda do número de casos de conjuntivite porque as pessoas se habituaram a lavar as mãos com frequência ou usavam álcool em gel para se proteger contra a gripe suína. 

Lavar as mãos com frequência evita ainda outras doenças provocadas por vírus, parasitas e bactérias, como o rotavírus, que provoca a diarreia infantil, e o rinovírus.

Segundo Queiroz, o tempo mais seco do inverno permite maior proliferação do vírus que causa a conjuntivite. Além disso, a baixa umidade do ar típica da estação deixa o olho mais seco e, portanto, com menos defesas.

Lavar as mãos com água e sabão é mais eficaz do que usar álcool. “Se o produto não tiver a concentração de 70% de solução alcoólica, não mata os vírus. A única certeza é que eliminam bactérias”, afirma.

2010 / 2016 - Laboratório central | Todos os direitos reservados - SAC 37 3222-7700