Joelhos saudáveis

A ideia de praticar atividade física está relacionada à melhora na saúde, qualidade de vida e longevidade. Pessoas de todas as idades buscam nos esportes uma forma de liberar o estresse, aumentar a disposição e aplicar resultados positivos da prática na rotina diária.

Mas, para que o exercício não se torne um problema, é preciso critério e cuidado, em especial com os joelhos.

“Esta é uma das articulações mais solicitada durante a prática esportiva e, como não tem muitos raios de movimento, fica mais suscetível a lesões”, explica o Dr. Moisés Cohen, ortopedista doEinstein.


Lesões mais comuns

Há dois grupos de lesões provenientes da prática inadequada de esportes: as de sobrecarga e as traumáticas. Tanto atletas experientes como amadores estão sujeitos a elas. Os primeiros em geral pelo chamado “overuse”, estresse da articulação pela utilização excessiva. Os segundos, normalmente por não seguir os antecedentes indispensáveis de qualquer prática esportiva: alongamento e trabalho muscular.

Lesões por sobrecarga

São causadas por atividades que excedem a carga suportada pela articulação. Provocam um desgaste que, no longo prazo, é muito prejudicial aos joelhos. As tendinites são consequências típicas de lesões por sobrecarga. São um processo inflamatório dos tendões – que, constituídos por tecidos com pouca quantidade de água, têm pouca capacidade de se deformar e, por isso, são mais suscetíveis a não aguentar a carga.

Lesões traumáticas

São causadas por movimentos de rotação da articulação. Elas são sentidas durante a prática de atividades físicas no momento em que ocorre a lesão.

As lesões de menisco – lâmina cartilaginosa da articulação dos joelhos que facilita o deslizamento – ocorrem com a prática de esportes de movimentos rápidos e repentinos. Os jogadores de futebol são bastante suscetíveis a essa lesão. Para a recuperação pode ser necessária uma cirurgia. Em geral, após a recuperação, é possível retomar a prática da atividade.

Esportes que abusam dos joelhos

“Todo esporte, se não for feito com critério, pode ser prejudicial. Para os joelhos são mais prejudiciais os que implicam em paradas bruscas, saltos, mudança de direção repentina, flexão e rotação”, explica o dr. Cohen. As recomendações básicas que antecedem qualquer prática de atividade física são:

  • um bom alongamento muscular – que não demora mais do que 10 minutos;
  • preparação física, ou seja, trabalho muscular e aeróbio.

Futebol

A cada seis segundos o jogador faz um movimento inesperado, em geral de rotação, ou seja, precisa mudar de lado rapidamente. Essas movimentações podem causar lesões graves, com risco de ser necessária uma cirurgia. Esta prática pede um bom aquecimento muscular para proteger os joelhos.

Corrida

Falta de alongamento muscular, calçado inadequado e correr de forma errada são as principais causas de lesões por sobrecarga, geradas por este esporte. É recomendado que o iniciante comece a treinar pela caminhada e vá aumentando o ritmo gradualmente.

Ciclismo

Exige movimento de rotação rápido, que pode sobrecarregar os joelhos. Em geral, as lesões não são sentidas na hora, porque o corpo está aquecido. As aulas de spinning, que viraram atração nas academias, pedem cuidado redobrado, pois a cada vez que o aluno aumenta a carga da bicicleta para forçar o ritmo, aumenta a sobrecarga sobre as articulações.

Tênis

Exige muitas paradas bruscas e movimentos repentinos, que podem sobrecarregar e desgastar os joelhos, principalmente em quadras duras. Bom preparo muscular é essencial para protegê-los.

Como manter-se longe das lesões

A prática segura de atividade física depende de:

  • escolher exercícios adequados para o nível de condicionamento e idade;
  • realizar um bom alongamento;
  • fazer progressos graduais, ao longo de semanas ou meses, começando com treinamento leve até condicionar o corpo.

“Não adianta querer correr logo de uma vez. O recomendado é começar pela caminhada e evoluir até a corrida”, alerta o ortopedista. “Superar limites é sempre uma conquista para quem pratica atividades físicas, mas é preciso zelar pela saúde e não exigir demais do corpo”, explica o dr. Cohen.

O acompanhamento de um especialista também é recomendado. Um treinador, médico do esporte ou personal trainer pode aconselhar e ajudar na evolução da prática, além de prevenir problemas por rotinas inadequadas.

Tratamentos e alternativas

Quando ocorre uma lesão é aconselhável imediatamente fazer compressas de gelo para diminuir o inchaço no local. A fisioterapia pode auxiliar no tratamento em longo prazo. Em alguns casos, o tratamento é cirúrgico, como nas lesões de menisco ou do ligamento cruzado anterior.

Quem sofre uma lesão grave e fica incapacitado de retomar sua antiga prática esportiva tem nos esportes dentro da água uma boa opção, porque não oferecem praticamente nenhum impacto aos joelhos.

2010 / 2016 - Laboratório central | Todos os direitos reservados - SAC 37 3222-7700