ISO 9001

O que é ISO 9001?

É o conjunto de requisito que tem como objetivo orientar as empresas no sistema de gestão da qualidade, com o objetivo de satisfazer os clientes, busca a melhoria continua e assegurar a competitividade de empresa.

O que significa ISO?

ISO é a sigla da Organização Internacional de Normalização (International Organization for Standardization). Vem do grego IGUALDADE. Esta é uma organização não governamental que está presente hoje em cerca de 140 países. Esta organização foi fundada em 1947 em Genebra, e sua função é promover a normalização de produtos e serviços, utilizando determinadas normas, para que a qualidade dos produtos seja sempre melhorada.

A ISO edita uma família de normas, conhecida como Série ISO 9000:2000, que objetiva apresentar requisitos para gestão da qualidade em processos aplicados tanto para as empresas voltadas para a fabricação de produtos quanto para aquelas voltadas para a prestação de serviços.

Para se capacitar à certificação, a empresa precisa adequar seus princípios de gestão aos requisitos da ISO. Estes requisitos são continuamente revistos, incorporando novos conceitos e práticas de gestão empresarial. Conquistar a certificação ISO representa, para qualquer empresa, um atestado de reconhecimento nacional e internacional à qualidade de sua gestão. Os Certificados são válidos por três anos, sendo realizadas auditorias por órgãos credenciados pela ISO periodicamente, para avaliação da pertinência da manutenção do Certificado durante este período.

No Brasil, o órgão que representa a ISO chama-se ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) A ISO 9000 é um modelo de padronização.

Para que serve a ISO?

A Iso 9001-2000 é uma norma de sistema de gestão que permite as empresas em primeiro lugar verificar a consistência de seus processos, medir, monitorar-los com o objetivo de aumentar a sua competitividade e com isso assegurar a satisfação de seus clientes.

Em sua essência, a ISO 9000 é uma norma que visa estabelecer critérios para um adequado gerenciamento do negócio tendo como foco principal a satisfação do cliente e consumidor, através de uma série de ações, dentre as quais podemos destacar:

a) a empresa precisa estar totalmente comprometida com a qualidade (considerando qualidade = satisfação do cliente), desde os níveis mais elevados, até os operadores;

b) adequado gerenciamento dos recursos humanos e materiais necessários para as operações do negócio

c) existência de procedimentos, instruções e registros de trabalho formalizando todas as atividades que afetam a qualidade;

d) monitoramento dos processos através de indicadores e tomada de ações quando os objetivos pré-estabelecidos não são alcançados

A natureza também ganha, pois quem tem qualidade no produto e no processo produtivo naturalmente respeita o meio ambiente.

O LABORATORIO CENTRAL é o único laboratório de analises clínicas de Divinópolis e região a possuir certificado ISO 9001/2008.

Princípios de Gestão da Qualidade

Princípio 1 – Foco no Cliente

As organizações dependem dos clientes

Princípio 2 – Liderança

Os líderes estabelecem unidade de objetivo, orientação e ambiente interno no qual as pessoas se tornam plenamente envolvidas.

Necessitamos demonstrar e praticar habilidades de liderança sólidas dentro de nossa organização, ou seja, “Lidere dando o exemplo”.

Princípio 3 – Envolvimento das Pessoas

As pessoas são o nosso recurso mais valioso e, portanto, é de importância vital que elas estejam envolvidas em quaisquer decisões executadas no Sistema de Gestão da Qualidade. O envolvimento pleno delas possibilita utilizar suas habilidades para benefício da organização

Princípio 5 – Abordagem sistêmica

Gestão”. Uma forma segura de melhorar nossos produtos e serviços e, conseqüentemente, os níveis de satisfação dos clientes, tanto internos quanto externos, é estar consciente de quais sistemas estão instalados e melhorar estes sistemas.

Princípio 4 – Abordagem de processo

Um resultado desejado é mais eficientemente atingido quando os recursos e as atividades são gerenciadas como um processo.

Princípio 6 – Melhoria contínua

Conhecendo o que fazemos e quão bem o fazemos, podemos identificar formas de melhorar tanto nossos sistemas quanto nossos processos. Melhoria contínua é um objetivo permanente da organização

Princípio 7 – Abordagem factual à tomada de decisão

Através da análise de dados, da condução de auditorias internas e análises críticas pela direção, podemos melhorar o desempenho do negócio e a qualidade de nossos produtos e serviços.

Decisões eficazes são baseadas em análise lógica e intuitiva de dados e informações.

Princípio 8 – Relacionamento mutuamente benéfico de fornecedores

O relacionamento mutuamente benéfico entre a organização e seus fornecedores, aumenta a capacidade de ambos de criar valor.

2010 / 2016 - Laboratório central | Todos os direitos reservados - SAC 37 3222-7700