Hemorragias

Hemorragia é a perda súbita de sangue, originada pelo rompimento de um ou mais vasos sanguíneos.

Classificação

Externa

Quando a hemorragia está na superfície e pode ser visível.

Interna

Quando não pode ser visível, como por exemplo, no abdome ou tórax, podendo exteriorizar-se pelos orifícios naturais do organismo (boca, nariz, ouvido etc.).

Tipos

Arterial

O sangue está jorrando de uma artéria. O sangramento é vermelho vivo, em jatos, pulsando em sincronia com as batidas do coração. A perda de sangue é rápida e abundante.

Venosa

O sangue está saindo de uma veia. O sangramento é uniforme e de cor escura.

Capilar

O sangue está escoando de uma rede de capilares. A cor é vermelha, normalmente menos viva que o sangue arterial e o fluxo é lento.

O que fazer

Nos casos de sangramento de braços e pernas

Tentar estancar a hemorragia, utilizando um dos métodos abaixo:

  • Compressão direta. É feita uma pressão direta sobre a ferida, usando um pano limpo ou curativo. Mantenha até que ocorra a coagulação. A interrupção precoce dessa manobra pode remover o coágulo recém-formado, reiniciando o sangramento.
  • Elevação do membro. Consiste em elevar o membro afetado acima do nível do tórax, normalmente usado em combinação com a compressão direta para controlar a hemorragia de uma extremidade.
  • Compressão indireta (pontos de pressão). É feita usando uma pressão da mão do socorrista para comprimir uma artéria, distante do ferimento. Este procedimento é executado frequentemente na artéria braquial e femural.
  • Torniquete. Aplicar torniquete somente quando existir amputação traumática do braço ou da perna:
    • Com sangramento abundante e que não tenha respondido às técnicas anteriores;
    • Se o centros médicos estiverem a mais de 30 minutos de distância.

Nos casos de sangramento do nariz

  • Sentar a vítima com a cabeça para frente para evitar que a mesma engula sangue, evitando náuseas e vômitos.
  • Pressionar as narinas com o seu dedo indicador e o polegar em forma de pinça durante 10 minutos.
  • Orientar a vítima para respirar pela boca.
  • Após cessar o sangramento, orientar a vítima para não assoar o nariz, evitar esforços e também evitar exposição ao calor.
  • Caso o sangramento persista, repetir a ação por mais duas vezes.
  • Se nenhuma das manobras resolver, remova a vítima imediatamente para o serviço de saúde (pronto socorro ou hospital) mais próximo.

Nos casos de sangramentos da boca

  • Utilizar técnica de compressão direta para sangramentos nos lábios.
  • Caso o sangramento seja nos dentes, o socorrista deverá visualizar o local do sangramento, preparar uma gaze, um chumaço de algodão ou pano limpo para colocar no local exato do sangramento e pedir à vítima para morder durante 10 minutos.
2010 / 2016 - Laboratório central | Todos os direitos reservados - SAC 37 3222-7700