Dicas para ser um pai saudável

Pais de todas as idades, invencíveis ao olhar dos filhos, também estão vulneráveis a doenças. Por isso é importante que se realizem exames periodicamente. O médico de família e patologista clínico Francis Albert Fujii, orienta que os homens percam o receio de checar as condições físicas. “Assim como as mulheres, que realizam o exame de colpocitologia oncótica (papanicolau), o sexo masculino também deve realizar um check-up geral. O ideal é pelo menos uma visita com seu médico de confiança ao ano”, conta.

Segundo dados do Ministério da Saúde, no Sistema Único de Saúde (SUS), a cada oito consultas ginecológicas acontece apenas uma urológica. Doenças como câncer de próstata, que é a segunda maior causa de morte por câncer entre homens, perdendo apenas para os tumores de pulmão, podem ser tratadas de maneira eficaz quando descobertas precocemente. Dentre alguns métodos diagnósticos da doença, o mais eficiente é a palpação digital da próstata (toque retal), um exame indolor e rápido, que consiste em tocar a próstata por meio do reto.

Confira algumas dicas de exames

Os pais mais jovens, a partir dos 20 anos, também devem se preocupar com sua saúde periodicamente, verificando níveis de colesterol, triglicérides, glicemia (para descartar diabetes), atividade cardíaca e DSTs (doenças sexualmente transmissíveis). Confira os exames sugeridos pelo Dr. Fujii para cada fase da vida do homem.

Para todos:

• Consultar periodicamente um especialista. Exames diagnósticos devem ser feitos sempre;
• Conferir sempre a pressão arterial;
• Controlar o peso. A obesidade deve ser combatida, pois aumenta o risco de eventos cardiovasculares;
• Praticar exercícios;
• Não fumar;
• Atualizar a carteirinha de vacinação. Prevenir é sempre melhor do que remediar.

Aos 20 anos:

• Controle de colesterol, triglicérides, glicemia, creatinina e urina;
• Avaliação de pintas (manchas no corpo);
• Realizar exames para prevenção de doenças hematológicas como anemias, hepáticas e cardíacas;
• Usar camisinha para prevenção de DSTs como HIV, hepatite B e C, HPV, clamídia, gonorréia, sífilis, herpes, cancro mole e donovanose.

Aos 30 anos:

• Além de seguir as dicas anteriores, os homens devem procurar um oftalmologista aos 30 anos.

Aos 40 anos:

• Os homens devem manter a adaptação às dicas acima e incluir outros cuidados, além de procurar um urologista e realizar exames para prevenção de problemas na próstata.

A palpação digital da próstata (toque retal) consiste na avaliação do tamanho do órgão, seus limites e características anatômicas habituais que permite palpar algum nódulo suspeito. A dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico), uma glicoproteína produzida pela glândula prostática, deve ser realizada também, pois sua elevação pode indicar alguma anormalidade na glândula, que nem sempre será diagnosticada como câncer.

Aos 50 anos:

• Manter todos os tópicos acima e investigar neoplastias.

2010 / 2016 - Laboratório central | Todos os direitos reservados - SAC 37 3222-7700