Convulsão

Convulsões são contrações musculares involuntárias de parte ou de todo o corpo, decorrentes do funcionamento anormal do cérebro. Têm duração aproximada de 3 a 5 minutos.

Características

Fase Tônica

Manifesta-se pela contratura generalizada da musculatura (rigidez do corpo e dentes cerrados).

Fase Clônica

Manifesta-se por abalos musculares, salivação excessiva, perda ou não do controle dos esfíncteres da bexiga (músculo que controla a saída da urina).

Fase Pós-Convulsão

Caracterizada por sonolência e confusão mental.

Causas

  • Febre alta (hipertermia) em crianças abaixo de 4 anos.
  • Intoxicações (por álcool e medicamentos, por exemplo).
  • Infecções (por HIV e meningites, por exemplo).
  • Epilepsia.
  • Traumatismo cranioencefálico.
  • Tumor cerebral.

Sinais e sintomas

  • Perda da consciência e queda ao solo.
  • Contrações musculares violentas.
  • Podem ocorrer palidez intensa e lábios azulados.
  • Pode haver eliminação de fezes e urina.
  • Dentes travados e salivação abundante (‘baba’).

O que fazer

  • Afastar a vítima de lugares perigosos, como por exemplo, áreas com piscina e com objetos cortantes.
  • Retirar objetos pessoais como: óculos, colares, anéis etc..
  • Proteger a cabeça, mas deixando-a livre para agitar-se à vontade.
  • Manter a vítima de barriga para cima (decúbito dorsal) e a cabeça lateralizada, para evitar engasgos.
  • Proteger a boca, observando se a língua não está sendo mordida. Caso os dentes estejam cerrados, não forçar a abertura da boca.
  • Afrouxar as roupas, se necessário.
  • Observar a respiração durante e após a crise.
  • Encaminhar ao serviço de saúde, após a crise.

O que não fazer

  • Não jogar água no rosto da vítima ou oferecer-lhe algo para cheirar durante a crise.
2010 / 2016 - Laboratório central | Todos os direitos reservados - SAC 37 3222-7700